A Bíblia é a coleção exata das exatas palavras dos 66 Livros que constituem o seu Cânon, 27 Livros do Novo Testamento e os demais do Antigo Testamento. Nos dias em que o Senhor Jesus estava entre os homens, em
carne, havia um grande número de cópias dos Escritos Originais, escritos em Hebraico, dos
quais Ele mesmo se utilizou (cf. Lucas 4). 

Todos os Livros que formam a Bíblia foram sendo recebidos e copiados, fielmente, pelos cristãos, desde que todo o Cânon da Bíblia, Antigo Testamento e Novo Testamento, foi formado.

A partir da invenção da Imprensa, no séc. XV, o Antigo Testamento foi impresso por Bomberg em 1524, e é hoje chamado de Texto Massorético. O Novo Testamento foi igualmente impresso e é conhecido por Textus Receptus (TR, o Texto Recebido) [recebido pelas Igrejas do século I, das próprias mãos dos homens a quem Deus escolheu para, através deles, escrevê-lo].

Ambos os textos, o Texto Massorético e o Textus Receptus, chegaram até à Reforma através dos cristãos fiéis e perseguidos pela Igreja Católica Apóstata Romana. A partir da invenção da Imprensa, as Escrituras Sagradas, o Antigo Testamento e o Novo Testamento, passaram a serem impressas em grande número, tendo chegado até nós.

O Texto Tradicional Canônico de toda a Bíblia é formado pelas palavras hebraicas-aramaicas e gregas dos originais assinados pelas próprias mãos dos homens a quem Deus escolheu para escrevê-los. Esses homens foram homens santos e separados por Deus para esse fim.

Toda a preservação da Bíblia tem se dado por intervenção sobrenatural divina sobre todo o percurso que têm atravessado as Suas Escrituras. E os Escritos acima citados constituem a base fundamental para TODAS  s Bíblias Evangélicas em TODO o mundo e em TODAS as línguas.

Nota: Em 1522 o cristão alemão Martin Luther traduziu a Bíblia para o idioma alemão, e esta tradução permanece até hoje. Em 1681 o cristão português João Ferreira de Almeida traduziu a Bíblia para o idioma português, e que também permanece até hoje. 

Com a finalidade de preservar a correta tradução da Bíblia em português, eliminando palavras arcaicas e pouco utilizadas na nossa língua, em 1998 foi elaborada a Tradução Almeida Corrigida, Revisada e Fiel da Bíblia (ACF), utilizando o método de tradução fiel (Equivalência-Formal), 100% baseada no Textus Receptus.

O mesmo se deu com o idioma inglês, sendo a New King James Version da Bíblia (NKJV) também 100% baseada no Textus Receptus. 

Nota pessoal: Considero a tradução Almeida, Revista e Atualizada no Brasil excelente. Para os que se interessam em estudar a Bíblia em profundidade, no idioma português, ambas as traduções, ACF e a Edição Revista e Atualizada, convém serem utilizadas. Uma tradução coopera com a outra.

Qualquer argumentação contrária à verdade do fato de que houve, há e haverá literal preservação das Escrituras sagradas, por parte de Deus, é completa e absolutamente irrefutável, pois assim como Deus preserva o seu trono nos céus assim também preserva e vela por sua própria Escritura. Segundo a Bíblia, o próprio Deus escreveu
os dez mandamentos com o seu dedo em tábuas de pedra as quais entregou a Moisés.

Anos depois, ao vir ao mundo em carne e osso, o Senhor Jesus Cristo citou ininterruptamente as Escrituras, desta forma autenticando-as e confirmando-as para toda a eternidade.