“Este é o dia que o SENHOR fez; regozijemo-nos e alegremo-nos nele”. (Salmos 118.24) – ARA; não encontramos outro sentimento ou expressão para resumir o que vivemos neste final de semana em Blumenau, como não realizar e viver a declaração de alegria e jubilo do Salmista, diante de tamanha história que Deus construiu e continua construindo nessa cidade, por meio de homens e mulheres pecadores, sim pecadores, porem pecadores que estão sendo transformados diariamente por Cristo conforme a sua imagem.

A celebração pelos 86 anos da Igreja e 25 anos do templo atual, contou com a participação de inúmeros irmãos das 107 congregações, que com um coração grato e jubiloso estiveram em unidade celebrando a Deus pela história que foi e está sendo escrita através das suas vidas; quem esteve nas reuniões que iniciou no sábado (28/10) e finalizou na segunda-feira (30/10), vivenciou de forma real, cultos marcados pela adoração verdadeira, conversões genuínas, quebrantamentos e lágrimas sinceras, um ambiente que de sábado a segunda estava cheio de Cristo e da sua glória, Aquele que é o Fundador e Dono desta obra, estava presente. Pastor Antônio Marcio da Silva do DF, com muita graça, profundidade e clareza ministrou a Palavra de Deus, e adorando ao Senhor nos louvores, estava a dupla Canção e Louvor, de Recife. Algumas autoridades religiosas e civis marcaram presença, dentre eles, deputado estadual Ismael dos Santos, Marcos da Rosa presidente da Câmera de Blumenau, e o Prefeito da cidade Napoleão Bernardes, que na sua fala destacou a importância da Igreja na sociedade, os trabalhos que esta tem prestado e a realidade que a 86 anos a Assembleia de Deus está abençoando Blumenau.

Durante as reuniões, ouvimos a história de alguns fatos que marcaram a trajetória da Igreja. Pastor Nirton dos Santos, presidente de honra da ADBLU e fundador do atual templo estava presente, e de forma muito peculiar relatou que a construção do mesmo, foi realizada com muita fé diante de um cenário totalmente desafiador, tanto relacionado a membros, contavam com pouco mais de 1500, a valores que eram necessários para a construção do mesmo. Porem sua ressalva foi em Deus, Deus os fortaleceu e os capacitou dando o necessário para que a construção fosse realizada, tornando-se esta um referencial para a cidade até os dias atuais. Pastor Lediel dos Santos, vice-presidente da ADBLU, fez menção das perseguições que os nossos primeiros irmãos sofreram, destacando uma reunião que foi interrompida por católicos que quebraram os bancos do local em um ato de repressão a esse pequeno grupo de pessoas, que haviam começado um trabalho que ganharia notória expressão no decorrer dos anos, porem finalizou sua fala lembrando que quanto mais perseguiam a Igreja mais ela crescia, citando uma frase conhecida de Tertuliano “O sangue dos mártires é a semente da Igreja”.

Pastor Nilton dos Santos, pastor presidente da ADBLU e também presidente da (CIADESCP), durante todas as reuniões destacou com muita alegria e gratidão no coração a obra que Deus está realizando na Igreja e através da Igreja na cidade, em uma das suas falas o destaque foi para a realidade que durante esses 86 anos, vidas foram alcançadas, transformadas, jovens recuperados das drogas, famílias restauradas e lares edificados, a missão de Deus está sendo realizada nesta cidade, porem com a certeza que até o arrebatamento, esta obra não vai parar, pois somos uma Igreja em missão, uma Igreja que cresce diariamente em todos os aspectos, porque Deus tem sido o nosso construtor por excelência e Jesus Cristo a nossa Pedra Angular, a Pedra que Israel julgou inadequada para a construção que eles queriam, Deus julgou perfeito para edificar a igreja conforme a planta divina (At 4.11).

No encerramento da festividade, a convicção que foi gerada no coração da Igreja, é que somos filhos de Deus, possuímos a essência Dele e quem nos define é Ele, e assim devemos definir o lugar onde estamos e não o contrário, pois somos luz; lembrando das palavras de Pedro, “Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. Antes vocês nem sequer eram povo, mas agora são povo de Deus; não haviam recebido misericórdia, mas agora a receberam”, (1 Pedro 2:9-10) - ARA. Novos desafios estão diante da Igreja de Blumenau, porem cremos que continuaremos em Cristo Jesus alcançando vidas, mudando eternidades e participando da História Deus nesta comunidade, pois “...as portas do Inferno não prevalecerão sobre a Igreja...” (Mt 16.18b).