Comecei o ano tomando água de pepino. Sim! Dessas receitas que a amiga da amiga fez e emagreceu, e a gente fica acreditando que também consegue. Porque emagrecer alguns quilinhos sem esforço é o sonho da maioria das mulheres. Constantemente tenho percebido amigas e amigos tentando emagrecer ou falando sobre este assunto.

            Você já observou como existem pessoas que vivem fazendo dietas malucas e a diversidade de maneiras de se fazer? Tem a dieta da proteína, do glúten, do carboidrato, da lua, do ponto, do sangue, e por ai vai...  É notável que a dieta é um mercado lucrativo. Vejo pessoas fazerem esforços absurdos, comprometendo o orçamento e até mesmo  a saúde física para perder alguns quilos.

            Me lembro que em minha adolescência descobri o “poder de não comer” e ficar magra. Fui durante uns tempos o tipo de pessoa que não comia uma bala sem contar as calorias, e rejeitava até alimentos saudáveis e essenciais ao meu organismo com medo de engordar. Hoje, acho que superei demais isso! (rs). Na época, o importante para mim era olhar no espelho e me perceber magra, minha aparência era até agradável e parecia forte, porém, vivia me sentindo fraca e anêmica. A verdade é que eu estava mau, mas não queria admitir para poder manter as dietas malucas que fazia.

            Pensando que estamos em agosto, e eu ainda não perdi os quilinhos que eu gostaria de perder, concluo mais uma vez que não é fácil fazer dieta. A verdade é que está conclusão já venho tendo todo final de cada ano. E sei que a maioria das mulheres vão concordar comigo.

            Olhando esta história de dietas por um prisma além do corpo biológico,  acredito que muitas cristãs fazem dietas extremas também na vida espiritual, fazendo restrição daquilo que é essencial ao espírito. Vivem de “leitura light” da palavra, lendo um salmo por dia, ou uns versículos da caixinha de promessas. Acreditam que conseguem viver de “louvor diet”, do tipo que parece mas não é, ou melhor, canto mas não vivo. Pensam ser possível viver plenamente de “oração diet”, um tipo de repetição religiosa sem colocar o coração na prece. Algumas cristãs estão como eu na adolescência, “se olham no espelho” e parecem saudáveis e fortes, mas quando a vida exige um esforço a mais se vê fraca e sem condições.

            Não dá pra viver de dieta na vida espiritual! Quando você não se alimenta do que é necessário para estar nutrido e saudável, em determinado momento vai se sentir tanta fome que pode ir para outro extremo e “enfiar o pé na jaca”, “quebrar a dieta” e comer a primeira porcaria que ver na frente.

            Mulher, fique atenta ao conselho de Paulo: “seja exemplo para os fieis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza, na leitura da escritura, no ensino, dedique-se INTEIRAMENTE a elas para que todos vejam seu progresso. Atente bem para sua própria vida e você salvara tanto a si mesmo quanto aos que te ouvem.” (1 Tm.4.11-16 – parafraseado)

            Deus nos indica uma alimentação correta para um crescimento saudável. Permita que o Espírito Santo seja seu nutricionista espiritual e viva plenamente!